Amigos do jazz + bossa

sexta-feira, 1 de julho de 2011

IMPERDÍVEL! NOVA EDIÇÃO DA REVISTA MENSAL DO JAZZ, POR PEDRO "APÓSTOLO" CARDOSO.



Uma das pessoas mais queridas da confraria Jazz + Bossa, o incansável Pedro Cardoso é a fonte mais constante para as resenhas publicadas no blog. Já perdi a conta das biografias e análises de grandes artistas que o nosso querido Apóstolo do Jazz tem, tão gentilmente, me mandado ao longo desses quase dois anos e meio de vida na blogsfera. Sem a sua participação decisiva, o blog não seria o mesmo.

Quem aprecia seu estilo fluente, sua sabedoria, seu conhecimento enciclopédico e seu texto precioso pode se deleitar com a Revista Mensal do Jazz, escrita por ele e publicada no blog da Traditional Jazz Band. Para ler, basta clicar AQUI e o amigo será direcionado ao número 70 da revista, onde o Mestre inicia uma deliciosa série sobre Benny Goodman, uma das figuras seminais do jazz. Boa leitura - e na vitrola, um pouco do jazz de New Orleans, em homenagem à TJB, a cargo do clarinetista George Lewis (o álbum se chama "Jazz at Vespers").

=======================

19 comentários:

Betty Gaeta disse...

Eu adoro a Tradicional Jazz Band! Não sabia que tinham um blog e menos ainda que uma revista estava sendo publicada por lá. Vou dar uma olhada...
Bjkas e um final de semana maravilhoso para vc.

www.gosto-disto.com

Érico Cordeiro disse...

Oi, Betty,
Dá uma passada lá - é maravilhoso!
Fui a um show da TJB no ano passado, em um shopping de Sampa (a memória não ajuda muito) e foi maravilhoso.
Tirei um monte de fotos, boa parte delas ao lado do meu compadre Celijon e do nosso amigo Apóstolo, um gentleman e suuuuuuuuper gente fina!!!!
o LINK É: http://ericocordeiro.blogspot.com/search/label/Clark%20Terry

APÓSTOLO disse...

A "Revista Mensal do Jazz" começou a ser publicada no blog da "Traditional em outubro/2003, sofreu breve interrupção de maio/2004 a março/2006 em função de ajustes no blog, retornou em abril/2006 e segue até hoje, já em seu número 70.
Foi iniciada publicando "curiosidades" sobre o JAZZ, para mais tarde incluir "séries"; no momento estamos escrevendo sobre a "era do swing", o que deverá prolongar-se por alguns anos.
Após focar "Count Basie" e "Tommy Dorsey, estamos agora na trajetória de "Benny Goodman" e prosseguiremos com "Duke Ellington".
A idéia é INFORMAR e com os COMENTÁRIOS dos VISITANTES enriquecer o acervo para conhecimento de todos; trocar informações SEMPRE; JAZZ não é para ser escondido, mas para desfrute de todos. Já temos tão pouco espaço defendido por abnegados, que se guardarmos para cada um o que temos, chegaremos à audiência apenas dos familiares.

Anônimo disse...

Caros confrades,

Para mim foi uma grande surpresa saber que nosso preclaro companheiro Pedro Cardoso aka Apostolo redigia essa publicação e, por conhecer de longa data seus vastos conhecimentos, tenho a certeza que seus escritos, resenhas e comentários são autênticos ensinamentos aos que apreciam a nossa querida "música dos músicos".

Caríssimo Pedro, meus votos de crescente sucesso em sua magnífica empreitada e, com meu fraternal abraço,

Keep swinging,
Raffaelli

Érico Cordeiro disse...

Caríssimos Apóstolo e Raffaelli,
A Revista Mensal do Jazz é uma excelente fonte de consulta e uma ótima maneira para conhecermos um pouco mais sobre esse estilo que nos encanta tanto.
Toda iniciativa para divulgar o jazz deve ser louvada, ainda mais quando vem com tamanho "selo de qualidade".
Nosso papel é manter acesa a chama ou, como bem diz o Mestre Raffaelli, keep swinging.
Abração aos dois!

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Oi.
Referenciei o seu blog a um amigo meu que deve ser uma das pessoas que mais se interessa por Jazz aqui em Portugal. Acho que ele vai gostar. Um abraço.

coimbra disse...

Mestres Cordeiro e Cardoso,
Sempre é gratificante o resgate de nomes como o de Benny Goodman, outro mestre, da clarineta e da swing band.
Tal presente nos força a buscar conhecidas gravações na prateleira e fazer deste sábado uma autêntica noite de swing .
Aguardamos os próximos capítulos.
Devido à última edição da Revista que recebi abordando Tommy Dorsey, este ainda não voltou à prateleira.
E viva o jazz !
Um abraço a ambos mestres.

Sergio disse...

Mr. Érico. vc sabe organizar uma festa. Já chegou fazendo a festa pra quem chegasse e a adesão veio naturalmente. Mr. Apóstolo o enciclopédico, Raffaelli, uma espécie diderótica do saber e de como narrar uma vivência, só gente que sabe tudo! E nada é por acaso.

Agora... vê aí nas suas anotações - pq eu achei q fosse daí q conheci e nem sei mais da onde surgiu este nome -, se conheces um tal de Bob Acri. Já me adiamto em dizer que, depois d’eu ouvir no modo “todo ouvidos”, tinha certeza q este nome me veio em razão de uma de suas postagens... Mas não. Não q tenha sido uma postagem “Bob Acri solo”, ao menos...

Infim, como tem gente boa a ser resgatada... O Bob Acri (aos 85 de idade) que ouvi, com George Mraz, Ed Thigpen, Lew Soloff , Frank Wess e Diane Delin, é absolutamente dos DEUSES!

E a bike lojinha com isso? A bike lojinha é uma espécie limpinha e não poluente de Petrobrás. É só furar com ciência que a riqueza jorra que é uma sensação.

APÓSTOLO disse...

Prezados RAFFAELLI e COIMBRA, ambos mais que "veteranos" (no sentido de conhecimento, vivência e iniciativa na manutenção da "Arte Popular Maior"): sou grato pelas referências, mas é importante que todos leiam os "escritos e as memórias" de RAFFAELLI e consultem sempre o blog do COIMBRA, já que "música nas alturas" é coisa de gente grande.
Caminhamos na mesma e iluminada praia, com areia branca, águas claras e azuis, sob ceu de brigadeiro ! ! !

Érico Cordeiro disse...

Nada mais a acrescentar, a não ser fazer uma saudação especial aos amigos aqui presentes e agradecer a força que sempre têm dado ao barzinho.
Constantino, espero que ele goste do blog e que venha sempre aqui - assim como você, meu caro guardador de vacas.
Coimbra, essa é a força do jazz - você joga o anzol, pega um peixão e vem um cardume atrás - uma verdadeira espécie de moto perpétuo musical.
Seu San, eu que lhe falei sobre ele, em um e-mail. Até disse que tinha uma música que veio no Windows do meu notebook e fui atrás de mais coisa. No Amazon encontrei dois discos, sendo que um tava num preço impraticável e o outro, Timeless, tava num precinho mais que camarada (e aí não teve jeito, comprei o danado e é ótimo). om pros amantes do jazz que a lojinha tá a todo vapor! E o Ruy, meu caro???
Mestre Apóstolo, as suas palavras são o mote para que continuemos nessa belíssima trilha.
Grande abraço aos quatro!!!!

Sergio disse...

Pois é, agora lembrei do emeio. O disco oficial de loja não poderia ser de preço i ou su-real. Mas este só pode ser o tal com aquela turma q te falei aqui encima. É bom de doer, seu san! Vou te mandar um exemplar com capinha honesta da Reco-records. Tente me lembrar – Eu sei, eu sei que presente quem tem que lembrar é quem dá, mas só pro caso “dessa cabeça, irmão” (Lembra do Walter Franco?, pois é)...

Érico Cordeiro disse...

Fica frio, Mr. San!
Pode entregar pessoalmente, quando eu for ao Rio, ok?
Acho que agosto ou setembro rola alguma coisa.
Abração!

John Lester disse...

Estou com o Constantino, guardador de vacas: o blog do Érico deve ser mesmo recomendado a todos. Quanto aos textos de Mestre Apóstolo, estes devem ser lidos com atenção e arquivados com todo carinho.

Grande abraço, JL.

Érico Cordeiro disse...

Master Lester,
Vá programando a agenda e colocando as barbas da galera Jazzseen de molho (é lógico que não falo da Paulinha e da Naura).
Em agosto ou setembro teremos lançamento do Confesso na Mui Leal e Heróica Cidade de São Sebastião do io de Janeiro!
Abração!

MaJor disse...

Os ESCRITOS de Pedro Cardoso são sempre muito bem feitos, detalhados, concisos, enfim sente-se seu empenho e paixão pelo Jazz. Se nesta terra,houve-se mais seriedade das coisas poderia ser editada uma enciclopédia brasileira do jazz. Juntaríamos Confesso que Li, crônicas de Raffaelli, do LLuLLa, do Pedro, de outros claro pesquisados por uma comissão e no final um Glossário, Podería ser em vários volumes. Seria algo histórico para a posteridade, mas ........ colocar apenas um livrinho já é um parto, imaginem....

Érico Cordeiro disse...

É isso aí, meu caro MaJor.
E ainda tem o meu amigo Augusto Pellegrini, cujo livro "Jazz; Das Raízes ao Post-bop" é obra de referência.
Ele tem um livro prontinho sobre a Era do Swing, enfocando as grandes orquestras daquele período, mas não consegue publicar.
Uma pena, pois temos muita gente boa por aí escrevendo (eu e o Lester começamos um guia brasileiro de jazz, mas demos uma parada na empreitada).
Grande abraço.

APÓSTOLO disse...

Estimados ÉRICO e MÁRIO JORGE:

Se o JOHN LESTER está na parceria e considerando o carinho e a competência do ÉRICO quando "O Assunto É Jazz", esse "Guia" terá que, cedo ou tarde, vir à luz.
Visitar o "blog" do JOHN LESTER é, sempre, descobrir ensinamentos e indicações soberanas do alimento dos deuses (o vinho).

Érico Cordeiro disse...

Mestre, a parceria é ótima - o meu ritmo é que tá meio devagar...
Mas qualquer hora dessas eu retomo a empreitada.
Abração e obrigado pela força!

Anônimo disse...

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]cialis generika[/url] cialis generika
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]cialis[/url] cialis senza ricetta
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]generico cialis[/url] cialis venta
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]cialis generique[/url] prix cialis 20 mg

Google Analytics