Amigos do jazz + bossa

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

O DOM DA UBIQÜIDADE



Ubiqüidade, segundo consta dos dicionários, é a capacidade de estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Também chamada de onipresença, ela é uma qualidade perfeitamente associável ao fabuloso pianista, compositor e arranjador John Josephus Hicks Jr., um dos mais talentosos, inventivos e tecnicamente bem dotados de toda a história do jazz. Ao longo de seus mais de 40 anos de carreira, ele faz parte daquele seleto grupo que, como Milt Hinton ou Hank Jones, pode se orgulhar de “ter tocado com todo mundo”.

E quando se fala em “todo mundo”, é todo mundo mesmo! A relação de músicos com quem atuou, seja como líder, seja como acompanhante, é quilométrica: Art Blakey, Hank Mobley, Lucky Thompson, Lee Morgan, Booker Ervin, Woody Herman, Charles Toliver, Sonny Fortune, Betty Carter, Chico Freeman, Arthur Blythe, Pharoah Sanders, Ricky Ford, James Spaulding, Art Davis, Paquito d'Rivera, Idris Muhammad, David Murray, Kenny Barron, Roy Hargrove, Gary Bartz, Al Grey, Frank Wess, Louis Hayes, Buster Williams, Grant Green, George Mraz, Johnny Griffin, Kenny Dorham, Lou Donaldson, Woody Shaw, Jay McShann, Sonny Rollins, Carmen McRae, Freddie Hubbard, Frank Foster, Roy Haynes, Sonny Stitt, James Moody, Archie Shepp, Dinah Washington, Eric Alexander, Elvin Jones, Cecil McBee, Richard Davis, Joe Lovano, Curtis Lundy, Larry Coryell, Harold Ashby, Lester Bowie, David “Fathead” Newman, Frank Morgan, Russell Malone, Joshua Redman, Clark Terry, Ron Carter, Grady Tate e uma infinidade de outros grandes nomes.

Hicks nasceu em Atlanta, na Geórgia, no dia 21 de dezembro de 1941, sendo o mais velho de uma família de cinco irmãos. Seu pai, o reverendo John J. Hicks e sua mãe, Pollie Louise Bledsoe, se mudaram para Los Angeles em meados da década de quarenta, em busca de melhores condições de vida e trabalho e, também, para escapar da vergonhosa política segregacionista que vigorava nos estados do sul.

A mãe de Hicks era pianista amadora e foi com ela que o garoto, ainda na infância, travou o primeiro contato com o instrumento. Fã de jazz, Hicks Sr., que também era profundamente engajado na luta pelos direitos civis, costumava levar o filho para assistir aos concertos dos grandes nomes do jazz que se apresentavam em Los Angeles e foi assim que o garoto pôde ver, ao vivo, as orquestras de Count Basie e Duke Ellington. Em 1953, quando tinha apenas 12 anos, Hicks assistiu a uma apresentação de Art Tatum. A experiência foi uma das mais marcantes em sua vida e decisiva em sua opção de seguir a carreira musical.

Em 1956, quando tinha apenas 15 anos, John se mudou novamente com a família, desta feita para Saint Louis, no estado do Missouri, onde seu pai assumiu a liderança da Union Memorial Methodist Church. Naquela cidade, continuou os estudos musicais e participava ativamente das orquestras e bandas da escola, além de tocar piano nos cultos da igreja comandada por seu pai. Um dos seus melhores amigos daquela época era o jovem Lester Bowie, que mais tarde causaria furor no mundo do jazz de vanguarda, como um dos líderes do Art Ensemble of Chicago.

Concluído o ensino médio, John foi estudar administração na Lincoln University, em Chester County, Pensilvânia. Ele tinha começado a tocar profissionalmente em clubes da região de Saint Louis e já havia adicionado Thelonious Monk e Bud Powell a seu extenso rol de influências, que incluía ainda o próprio Art Tatum, Count Basie e Fats Waller. Por outro lado, o curso de administração se revelou uma experiência frustrante, pois tudo o que Hicks queria era se dedicar à música em caráter integral. Assim, ele se mudou para Boston em 1959, a fim de estudar na prestigiosa Berklee School of Music, onde se graduou em 1962.

Em Boston, o pianista logo atraiu a atanção de grandes nomes do blues e do jazz, tendo excursionado com Little Milton, Albert King, Al Grey, Pharaoh Sanders e Johnny Griffin. Por seu turno, figures de primeira linha como Clark Terry, Miles Davis e Oliver Nelson, que já conheciam Hicks de Saint Louis, o convenceram a tentar a sorte em Nova Iorque, para onde ele se mudou em 1963. Não demorou muito e Hicks estava completamente adaptado à cidade, tocando nas bandas de craques como Kenny Dorham, Lou Donaldson, Johnny Griffin e Joe Henderson. Também excursionou com as cantoras Big Maybelle e Della Reese.

Em 1964, Cedar Walton desligou-se dos Jazz Messengers de Art Blakey, e sugeriu ao baterista que contratasse Hicks para o seu lugar. O pianista fez parte de uma formação que incluía o trombonista Curtis Fuller, o saxofonista John Gilmore e o trompetista Lee Morgan, que naquela ocasião fazia um breve retorno à banda que, seis anos antes, o havia projetado ao estrelato. O trabalho de Hicks com os Messengers pode ser conferido nos ótimos álbuns “’S Make It”, no qual ele divide o piano com o talentoso Victor Sproles, e “Soul Finger”, ambos lançados pela Verve em 1965.

O pianista deu continuidade à educação musical formal, desta feita na Julliard School of Music, onde estudou arranjo e composição. Em 1966 desligou-se dos Messengers, para se unir à cantora Betty Carter, assumindo, além do piano, a direção musical da banda. A parceria encerrou-se em 1968, mas os dois voltariam a trabalhar juntos de 1975 a 1980. Hicks também trabalhou na orquestra do bandleader Woody Herman, onde permaneceu de 1968 a 1970, tendo assumido também a elaboração dos arranjos.

A partir daí, priorizou a formação dos seus próprios pequenos grupos, como o Keystone Trio, seu projeto mais constante entre os anos 80 e 90, no qual se fazia acompanhar do baixista George Mraz e do baterista Idris Muhammad, e o Power Trio, montado no início dos anos 90, com o baixista Cecil McBee e o baterista Elvin Jones. Hicks foi também um dos mais regulares membros da Mingus Dinasty, orquestra criada e liderada pelo baterista Danny Richmond, cuja proposta é manter viva a obra composicional do fabuloso Charles Mingus.

Como muitos músicos de sua geração, Hicks não ficou imune à gigantesca influência de John Coltrane. Segundo o pianista, “há uma ou talvez duas gerações de músicos extremamente influenciados por Trane. E isso não apenas do ponto de vista musical, mas espiritual também. Trane é o nosso Charlie Parker e o seu senso de comprometimento com a música é uma inspiração sempre presente”.

Em 1978 ele gravou para a Charly Records o seu primeiro álbum como líder, “Hells Bells”. Em seguida, viriam dezenas de outros discos em seu próprio nome, para selos como Evidence, DIW, Novus, Red Baron, Milestone, Venus, BMG, Concord, Chesky, Savant, Mapleshade, Landmark e outros. Em 1983 conheceu a flautista Elise Wood, com quem desenvolveria uma prolífica parceria musical. O envolvimento dos dois transcendeu as fronteiras da música e eles se casaram em 2001.

No início dos anos 80, Hicks se tornou muito amigo do contrabaixista brasileiro Nico Assumpção, precocemente falecido em 2001, que havia se mudado para Nova Iorque e começava a ter o seu trabalho reconhecido na Big Apple. Quem conta os detalhes é o saxofonista Ion Muniz, que também morou nos Estados Unidos naquele período: “Ele não foi a Nova Iorque para estudar, Nico já era um baixista do primeiro escalão quando chegou lá, não me lembro do ano, mas creio que foi antes de 1981. (...) Em menos de um mês Nico estava realmente tocando com os gigantes do jazz. Eu lembro que o John Hicks passou a chamar o Nico para todas as suas gigs”.

A partir de meados da década seguinte, o pianista passou a integrar o cast da gravadora High Note, por onde lançou alguns dos seus melhores álbuns, destacando-se os elogiados tributos a importantes nomes do piano jazzístico, como Sonny Clark, Mary Lou Williams, Billy Strayhorn e Erroll Garner.

Outro gigante a merecer uma homenagem de Hicks foi Earl Hines, lembrado no espetacular “Fatha’s Day: An Earl Hines Songbook”. Gravado em sessão única, no dia 20 de maio de 2003, em Nova Iorque, o álbum conta com os talentos de Dwayne Dolphin no contrabaixo e de Cecil Brooks III, que também assina a produção executiva, na bateria.

A faixa de abertura é a sacolejante “Rosetta”, um tema de autoria de Hines, em parceria com W. H. Woode. O arranjo é vivaz e o piano do líder passeia com muita autoridade pela tradição do swing, sem esquecer de adicionar ali pitadas certeiras de blues e de bebop. A retaguarda é segura, criativa e bastante entrosada, com destaque para a batida infalível de Brooks.

A balada “Almost Spring”, composta por L. O. Bass, começa como valsa e, aos poucos, vai adquirindo um indiscutível contorno jazzístico. Hicks extravasa o seu precioso senso melódico, construindo passagens de grande beleza, enfatizando os momentos mais dramáticos do tema com uma empolgante utilização dos graves. Nos momentos mais líricos, seu timbre suave prioriza os silêncios, merecendo atenção mais detida a fascinante atuação de Dolphin.

Como nos outros tributos gravados para a High Note, Hicks acrescenta ao repertório composições próprias e “Remembering Earl and Marva” é a primeira delas. Aqui o líder toca sem qualquer acompanhamento, o que permite ao ouvinte absorver todas as características do seu pianismo cheio de nuances e seu domínio da técnica stride, tão em voga nos anos 20 e 30, quando Hines despontou para o mundo do jazz tocando na banda de Louis Armstrong e liderando suas próprias orquestras. Seu toque trafega com naturalidade entre o minimalismo e a opulência, entre o lirismo e a robustez, sem jamais perder o sentido harmônico.

Em “Serenata”, composta por Leroy Anderson, o arranjo sincopado privilegia o aspecto rítimico-percussivo do piano. Há aqui um discretíssimo acento latino e a performance de Brooks revela um músico de enormes recursos e de extrema versatilidade. O standard “Poor Buterfly”, de John Golden e Raymond Hubbell, recebe um arranjo solene, no qual a sensibilidade e a melancolia se misturam em uma fusão de comovente beleza. O trio demonstra uma interação telepática e a interpretação é pura emotividade.

Fazendo a temperatura subir novamente, Hicks e seus comandados entregam uma estonteante versão de “My Monday Date”, mais um tema de autoria de Hines. A exuberância do arranjo, muito bem assentado no blues, permite ao líder que realize uma verdadeira exibição de gala, onde o virtuosismo técnico se coloca a serviço da música e não o contrário. Não há aqui uma competição de velocidade ou a distribuição de acordes em profusão, mas todos três têm a oportunidade de improvisar e o fazem com maestria, mostrando destreza e equilíbrio em seus solos.

A inebriante “Fatha's Bedtime Story” é mais um tema de Hicks e incorpora elementos da música erudita, em especial de Claude Debussy. Mais uma vez atuando solo, o pianista destila a ternura e a suavidade de uma canção de ninar. Composta a seis mãos por Charles Daniels, Gus Arnheim e Harry Tobias, “Sweet And Lovely” retoma a atmosfera swingante, em mais uma interpretação vigorosa do trio, em especial de Brooks, cujo solo é dos mais consistentes.

“Rhythm Run (Uphill)” é um blues arejado, composto e executado apenas por Hicks, que mais uma vez lança mão do stride piano e demonstra um conhecimento enciclopédico das raízes do jazz, com emulações de blues, ragtime e spirituals. De acordo com as informações contidas no release do álbum, a faixa foi composta de improviso, no próprio estúdio, durante uma pausa nas gravações. Enquanto os companheiros saíam para comer alguma coisa, Hicks, que não estava com fome, sentou-se ao piano e improvisou esse tema. Felizmente, o gravador não havia sido desligado e, satisfeitos com o resultado, o pianista e o produtor Brooks acabaram incluindo a composição no disco.

Piano e contrabaixo se unem em “You Can Depend on Me” e o resultado é uma emocionante versão desse clássico de autoria de Charles Carpenter, Earl Hines e Louis Dunlap. O duo constrói uma atmosfera romântica e arrebatadora, com bom gosto, beleza e discrição. Dolphin elabora linhas harmônicas sofisticadas e Hicks, qual Bill Evans, transpira paixão e lirismo incontidos. Com um pé no blues e outro no ragtime, a encantadora “Twelve Bars For Linton” é uma homenagem de Hicks ao irmão de Erroll Garner, o também pianista Linton Garner, falecido em março de 2003, poucos meses antes da gravação deste álbum.

Para encerrar, outra composição de Hicks, a sóbria “Synopsis”. Trata-se de mais um solo de piano – o mais extenso do cd, com mais de seis minutos de duração – no qual o autor faz uma belíssima investigação sobre as origens do blues, usando dissonâncias típicas de um Thelonious Monk. Um disco elegante e refinado, que a cada audição transporta o ouvinte a novas descobertas sonoras, graças às mãos mágicas do pianista. Não é à toa que o crítico Ken Dryden vaticina: “muitos músicos de jazz aprenderiam bastante sobre como fazer um álbum tributo apenas ouvindo esta gema elaborada por John Hicks”.

Durante a sua carreira Hicks tocou em alguns dos mais renomados palcos do planeta, como o Carnegie Hall, o Lincoln Center, o Kennedy Center, o Ronnie Scott's e o Spivey Hall. Marcou presença em festivais como o de Marciac, da Umbria, do Porto, de Montreal, de Loosdrecht, do Estoril e o North Sea. Seu passaporte registra passagens por países de todos os continentes, tendo se apresentado na Holanda, Japão, Austrália, Israel, Alemanha, França, Inglaterra, Polônia, Itália, Panamá, África do Sul, Canadá, Suécia, Noruega, Dinamarca, Taiwan, Portugal e muitos outros.  

Suas habilidades como compositor podem ser observadas em dezenas de temas que deixou gravados, destacando-se “Naima's Love Song”, feita em homenagem à filha, Naima, cujo nome é, por sua vez, uma homenagem à famosa composição de John Coltrane. Hicks também demonstrava especial predileção pelo formado de duo, tendo gravado assim com Ray Drummond (“Two Of A Kind”, Evidence, 1993), Richard Davis (“The Bassist: Homage To Diversity”, Palmetto Records, 2001) e Frank Morgan (“Twogether”, High Note, lançado postumamente em 2010).

No dia 01 de agosto de 1990 apresentou-se no exclusivíssimo Maybeck Recital Hall, para um concerto de piano solo e o resultado pode ser conferido no sétimo volume da prestigiosa série Live at Maybeck, da Concord. Para o crítico Nat Hentoff, Hicks é “um músico de excepcional consistência, enorme integridade e capaz de evoluir continuamente”. O exigente Richard Cook assinala que o pianista é um virtuose que “possui um raro senso de autoridade, que impõe a tudo o que toca a dignidade de um recital”.

Sua versatilidade permitia-lhe ficar à vontade nos mais diversos contextos, indo do blues ao free jazz, passando pelo swing, pelo bebop, pelo hard bop e pelo mainstream jazz, com igual intimidade. É um dos poucos músicos capaz de gravar, com a mesma desenvoltura, tanto com um veterano bluesman como Jay McShann (“The Missouri Connection”, Reservoir, 1993) quanto com artífices do jazz de vanguarda como Pharoah Sanders, Oliver Lake, Arthur Blythe ou Hamiet Bluiett (em diversos álbuns dos quatro).

Para tristeza dos fãs do jazz, Hicks morreu no dia 10 de maio de 2006, em decorrência de uma hemorragia interna. Sua última apresentação foi feita três dias antes, na St. Mark's United Methodist Church, no Harlem, em Nova Iorque, da qual seu pai havia sido ministro. Nos dias 29 de julho e 05 de agosto daquele ano, o falecido pianista foi homenageado pelo amigo Kirk Lightsey, que realizou com dois concertos, durante a edição do Caramoor Jazz Festival. Hicks estava escalado para participar do festival, mas foi abatido pela doença alguns meses antes.

Nos últimos anos, havia enveredado pela educação musical, ministrando cursos e oficinas em instituições como a New York University e a New School. Sobre ele, o amigo e companheiro de palco e estúdios Cecil Brooks III escreveu: “John Hicks era um embaixador da boa vontade, um ser humano generoso e amável. Era alguém que, apesar de todas as suas realizações musicais e do seu majestoso talento, sempre demonstrava grande humildade e possuía a dignidade de um cavalheiro”.


==================




44 comentários:

APÓSTOLO disse...

Estimado ÉRICO:

Excelente resenha sobre um excelente músico, cuja obra alcança niveis superiores do pianismo.
Estava coletando algumas notas sobre HICKS para enviar-lhe, mas elas estão mais que superadas por sua magnífica resenha.
A gravação escolhida é das melhores de HICKS, ainda que para meu gosto pessoal e entre as homenagens que ele levou ao piano, a minha preferida é "JOHN HICKS - LOVER MAN", um tributo da maior grandeza para BILLIE HOLIDAY, em que HICKS desfila "Lover Man", "Fine And Mellow", "Easy Living" e outras pérolas, entre as quais uma interpretação em "up-tempo" de "What A Little Moonlight Can Do" que beira ao genial (Ray Drumond / baixo e Victor Lewis / bateria, 1993, New York).
Tive a felicidade de gravar apresentação dele ao lado do grande JOHNNY GRIFFIN na série "Cologne Jazz House", em que podemos apreciar sua arte ao vivo, em solo que nos mostra suas frases em legado, a exploração dos agudos e o esmero nos acordes blocados: um mestre !
Grato pela boa música.

Érico Cordeiro disse...

Mestre Apóstolo,
Já estava ficando "agoniado", pois ninguém ainda tinha comentado...
Pensei que a resenha não tivesse agradado os fãs do barzinho. Felizmente, você chegou para desanuviar o ambiente :-)
Não tenho esse disco em homenagem a Lady Day, mas uma recomendação sua é algo que não se pode deixar passar!
Vou dar uma procurada por aí.
Quanto ao Hicks, impressionante é a quantidade de ótimos discos em que ele atua, nos mais variados contextos! Outros dois discaços são os tributos a Mary Lou Williams e a Sonny Clark (tava em dúvida entre esses e um do Keystone Trio, também excelente, mas acabei optando pelo velho e bom Earl Fatha Hines).
Abração, Mestre!

José Domingos Raffaelli disse...

Caro Érico, dear Gran Master Boss,

ótima pedida esse CD do John Hicks, a meu ver um dos muitos injustiçados underrateds do piano, cuja inventiva, supremo bom gosto e generoso suingue era uma garantia para qualquer conjunto.

Tenho um excelente CD dele com Cecil McBee e Elvin Jones, verdadeira papa fina, como dizia meu saudoso pai quando ouvia alguma música que gostava.

Tive a sorte de ouvir John Hicks no quinteto TENOR SUMMIT, de Clifford Jordan e Charlie Rouse, em 1982, em NY. Além dos tenoristas (que mataram a pau, como diz o jargão dos músicos), além de Hicks, o grupo foi completado por Walter Booker (baixo) e Jimmy Cobb (bateria).

Lendo o line up do quinteto, lembro que, com exceção de Jimmy Cobb, os demais não estão mais entre nós. A música fluiu com intensidade e alegria, dando a perceber que eles estavem em estado de graças e tocavam muito mais para eles mesmos do que para o diminuto público presente. O ballad medley foi emocionante: Clifford Jordan tocou "The Things We Did Last Summer", Charlie Rouse atacou de "A Sinner Kissed Angel" e Hicks levou-me ao céu com "Sophisticated Lady". Foi uma daquelas noites em que tudo deu certo. No intervalo bati um papo com Charlie Rouse e Hicks (o espertíssimo Clifford Jordan não quis saber de papo, ainda mais com um brasileiro chato, pois estava de olho numa belíssima moça que aparentemente apreciou a paquera porque quando os músicos preparavam-se para o segundo set, ouvi-a dizer em alto e bom som "Give me a call" ao que ele, com o largo sorriso dos vitorioso respondeu: "Of course, I'll call you tomorrow".

Antes da última música, Hicks anunciou que dedicaria o tema seguinte ao amigo brasileiro José, atacando "Dindi", com uma delicadeza e classe abdoluta, deixando-me tão imensamente agradecido quanto emocionado.

Keep swinging,
Raffaelli

Érico Cordeiro disse...

Esse Mestre Raffaelli não é mole!!!!
Quando eu falo que você é a testemunha ocular e auditiva dos mais importantes momentos do jazz, isso não é em sentido figurado!
Que quinteto esse!!
O Rouse já foi objeto de uma postagem na casa e o Jordan está na fila - gosto muito daquele disco com o John Gilmore, Blowin' in from Chicago.
Quanto a esse álbum do Hicks com o Cecil McBee e o Elvin Jones - Power Trio - é fabuloso e eu ouço bastante.
Um grande abraço e até breve - talvez em novembro volte à Cidade Maravilhosa!

José Domingos Raffaelli disse...

Dear Gran Master Érico,

Para grande tristeza de meus pais, desde cedo minha vida foi inteiramente direcionada para o jazz, fazendo disso uma bandeira. Depois de adulto, minha principal prioridade passou a ser viajar a New York para ver/ouvir o máximo possível de jazz. Mesmo trabalhando em jornais (Correio da Manhã, JB e depois O Globo), eu preparava cuidadosamente um calendário para que minha vida profissional permitisse ir à Big Apple duas ou três vezes por ano, dividindo minhas férias em etapas de duas ou três semanas. E quando ia a NY cobrir os festivais de jazz, podia esticar mais alguns dias, o que me permitia ouvir o máximo possível de jazz.

Essas loucuras todas eram cuidadosamente planejadas para que desse certo e, felizmente, sempre deram. Também tive muita sorte porque nenhum dos meus editores reclamaram ou proibiram. Com isso, caro Gran Master Boss, consegui realizar meus planos sem interferir ou prejudicar minha vida profissional.

Caso um dia escrevesse minhas memórias, haveria um capítulo especial do tipo: "Como trabalhar e aproveitar a vida sem prejudicar minha vida profissional".

Por isso, não houve vantagem alguma da minha parte em poder ver e ouvir uma plêiade de grandes jazzmen - foi tão somente uma questão de planejamento que deu certo.

Keep swinging,
Raffaelli

Ignatius disse...

Nice blog.
Hicks rules!
See yah...

PREDADOR.- disse...

Comentar e postar discos do bom John Hicks é muito fácil. Espero, mr.Cordeiro, que o senhor tenha "coragem" de descobrir e postar resenhas/discos de pianistas "difíceis", tais como Cecil Taylor, Andrew Hill, Herbie Nichols, Don Shirley.....Aí e que a "porca vai destorcer o rabo".

Érico Cordeiro disse...

Caríssimos Raffaelli, Ignatius e Predador,
Sejam muito bem vindos.
Ao primeiro, digo que trabalhar com aquilo que gostamos é sempre um grande prazer. E você teve a felicidade de, ao longo da carreira, poder estar sempre no lugar certo, na hora certa. Melhor que isso é que você ainda partilha conosco essas experiências.
Ao segundo, obrigado pelas palavras gentis e junte-se à nossa confraria.
Ao terceiro, digo apenas: aguarde. Cecil Taylor não é Sílvio Santos mas também "vem aí". Junto com Andrew Hill, Anthony Braxton, etc.
Abraços aos três!

NO PAIN disse...

Good prices and fast delivery 24 hours per week! For more details mail us at: harmauk@ymail.com">pharmauk@ymail.com

Buy OxyContin without a prescription online
Buy GHB without a prescription online
Buy Dilaudid without a prescription online
Buy Methadone without a prescription online
Buy Nubain without a prescription online
Buy Hydrocodone without a prescription online
Buy Xanax without a prescription online
Buy Rohypnol without a prescription online
Buy Norco without a prescription online
Buy Mandrax without a prescription online
Buy Adderall without a prescription online

Sergio disse...

Que me perdoem os enciclopédicos, mas de tanto aprender com eles, não cheguei a me tornar nenhum expert, em compensação desenvolvi um faro bem apurado para o que é bom. E foi com ele que, sozinho, sem ajuda de ninguém, me aproximei do Hicks - e nem faz tanto tempo postei um raro álbum do Keystone Trio "Heart Beat", o qual, por questão de gosto e afinidade, classifiquei como um dos melhores álbuns de Trio (piano, baixo, bateria) que conheci.

Dia desses, álbum sempre fazendo um bom sucessão na lojinha (ao lado de trios bem mais famosos, como os de Tommy Flanagan, Bill Evans, Oscar Peterson - o Keystone atrai mais a atenção dos passantes, obrigam as pessoas a parar e, no mínimo perguntar de quem se trata), houve a curiosa história de um certo Paulo Lajão (que eu não conhecia) parar em frente a bike lojinha elogiar, baixista (Mraz) e Hicks, mas reclamar do batera Idris Muhammad, como sendo muito funky pro jazz que se desenrolava. Para Lajão, Idris destoava do contexto. Obs.: Paulo Lajão é um baterista com certa (para não dizer longa) quilometragem no jazz. Enfim, não era um cara arrogante, mas mostrava-se pragmático em suas opiniões. Respeitei-lhe a posição, mas continuo dizendo: Heart Beat é dos melhores álbuns de trio q já ouvi.

Já o postado, “Fatha's Day” já está baixado esperando sua hora de ser atenciosamente ouvido.

... Mas por falar em pianista, mr., aproveito para pedir vossa atenção para um cara que conheci há pouco (David Leonhardt), o álbum é "David Leonhardt Jazz Group plays Cole Porter - 2011"... Meu amigo, ando todo atrapalhado, sem tempo até pra ouvir os álbuns que descubro, já ouvi as 4 primeiras faixas desse disco e se for o resto nesse nível, a coisa é pra ser levada a sério.

Érico Cordeiro disse...

Grande Mr. San, O Sônico,
Prepare o tapete vermelho que dia 17, mui provavelmente, estarei pelaí!
O disco do Keystone estava na boquinha da caçapa para ser postado, mas acabei optando pelo tributo ao Fatha, que também é ótimo.
Não sei se o Idris Muhammad é "muito funky", mas naquele disco ele manda muito bem - ele é da escola dos bateristas mais voluptuosos, tipo Blakey ou Elvin Jones, que arrepiam mesmo e naquele contexto, pro meu gosto, ele está perfeito.
Não conheço o pianista citado, mas vou dar uma procurada. Por sugestão de Mr. Raffaelli, ouço agora Joe Bushkin, muito maneiro!
Abração - o Benny Bailey pinta amanhã, ok?

renajazz disse...

boa noite erico e amigos do barzinho depois de mudanças e ida a pétrópolis para assistir ao festival estou de volta pode deixar que irei recomeçar pelo jimmy bruno ja estou preparando os links depois chegarei aqui neste grande pianista agora amigos esta dificil segurar o nosso fibatera o homen foi o dono das jam session em petropólis tocou com todos os artitas e teve seu nome aclamado como o baterista oficial do bordoux hahahahahahah so deu o cara. depois eu volto

RENAJAZZ disse...

BEM ERICO E AMIGOS DO BARZINHO COMFORME O PROMETIDO ACABEI DE POSTAR 5 LINK DE DISCO NA RESENHA SOBRE JIMMY BRUNO MAS VÃO LOGO LA BAIXEM OS DISCO APROVEITEM QUE RAPIDSHERE ESTA GRATIS DE NOVO AMANHÃ POSTREI CHARLIE PARKER E CHEGAREI AQUI NO JOHN HICKS .....HI FALEI ERRADO O NOME DO CARA É FIGBATERA AHAHAHHAH MESTRE ERICO FIQUE TRANQUILO QUE O DEVER DE CASA SERA FEITO A CONTENTO


MEU NOVO CEL É 021 79400672

Érico Cordeiro disse...

Meu caro Renato,
Prazer em tê-lo por aqui.
Saudações cruzmaltinas.
Bom saber que o nosso mestre Fig, o Olney, está brilhando nos palcos de Petrópolis, do Rio, de Vitória e adjacências. É um orgulho para a blogsfera. Vi as fotos que você me mandou e ficaram muito legais.
Bem, obrigado pelos links e até breve - devo ir à Cidade Maravilhosa no próximo mês, assistir ao show do Maurício Einhorn (em comemoração aos seus 80 anos, na Sala Baden Powell, no dia 18/11 - falta ver o horário).
Grande abraço (e uma invejinha danada de não ter podido ir a Petrópolis).

pituco disse...

érico san,

bom, mr.john hicks não é nome destacado pela mídia regular sobre o jazz...mas, já conhecia e passei a conhecer mais, a partir de tua resenhaça e radiola...obrigadão

abrçsonoros e vamuquivamu
ps.meu time anda em baixa e eu junto com ele...

Érico Cordeiro disse...

Mr. Seu Pituco,
Prazer em tê-lo por aqui.
O Sônico postou um discaço do Hicks há algum tempo e eu tava muito a fim de falar sobre esse grande pianista. Tenho alguns cds dele e todos são de altíssimo nível.
Quanto ao seu time, o problema parece ser a diretoria que bate cabeça e sabota o Felipão. O que esses caras tem feito de lambança não tá no gibi. Só espero que o Verdão não ache de se arrumar justamente contra o meu Vascão (que ultimamente tem me dado muitas alegrias).
Abração, meu embaixador!

RENAJAZZ disse...

http://www.mediafire.com/?epscsj2d5qxs35n
Keystone Trio - Newklear Music (1997

RENAJAZZ disse...

http://www.mediafire.com/?wafc5yjk8130y6c

John Hicks Quartet Naima's Love Song (1988).rar

RENAJAZZ disse...

http://www.mediafire.com/?jd98kbo6lf44ckp
Soul Finger.rar

renajazz disse...

http://www.mediafire.com/?k0jcpqy31v7ks0d

Africa (1987).rar

Érico Cordeiro disse...

Valeu, Renato! Você é um craque!

Anônimo disse...

equal rites ebook http://audiobookscollection.co.uk/es/Hardware/c1214/?page=2 esera 2005 ebook [url=http://audiobookscollection.co.uk/es/Ciencias-Ambientales/c1778/?page=4]sweeny todd ebook[/url] free ebook and nevil shute

Anônimo disse...

informatica ebook http://audiobooksplanet.co.uk/Encyclopedia-of-American-Religion-and-Politics/p225230/ ebook seller [url=http://audiobooksplanet.co.uk/Travels-with-my-Daughter/p222651/]free ebook kumar clark medicine[/url] macromedia dreamweaver ebook free download

Anônimo disse...

optimus lab1100 turntable pc connection software http://buyoem.co.uk/product-13705/Microsoft-Office-Visio-Professional-2007 sign language interpreter software [url=http://buyoem.co.uk/it/product-16058/Intellihance-Pro-4-2-Mac]palm sony clie software gratis[/url] address verification software free
[url=http://buyoem.co.uk/category-100-115/Special-Offer]Special Offer - Software Store[/url] accounting business review small software php
[url=http://buyoem.co.uk/product-37237/PassMark-PerformanceTest-6-1][img]http://buyoem.co.uk/image/1.gif[/img][/url]

Anônimo disse...

sm software http://buyoemsoftware.co.uk/es/product-35372/3herosoft-iPod-to-Computer-Transfer-3-8-MacOSX surveypro survey software and hosting [url=http://buyoemsoftware.co.uk/fr/product-16100/SensorsView-Pro-3-1]simply accounting software for small business[/url] gif to ico software
[url=http://buyoemsoftware.co.uk/product-31543/Dare-To-Be-Creative-SlidePad-1-0-MAC]Dare To Be Creative SlidePad 1.0 MAC - Cheap Legal OEM Software, Software Sale, Download OEM[/url] website password ripping software
[url=http://buyoemsoftware.co.uk/product-16754/TextSoap-5-7-Mac][img]http://buyoem.co.uk/image/2.gif[/img][/url]

Anônimo disse...

symbian signed software download free n95 http://buyoemsoftware.co.uk/fr/product-36925/XLineSoft-ASPRunner-Professional-7-0 computer software for gps [url=http://buyoemsoftware.co.uk/de/category-2/Business?page=5]where to buy oem software[/url] mh software
[url=http://buyoemsoftware.co.uk/fr/product-34607/Adobe-Creative-Suite-5-5-Production-Premium]Adobe Creative Suite 5.5 Production Premium - Cheap Legal OEM Software, Software Sale, Download OEM[/url] p2kman motorola phone software
[url=http://buyoemsoftware.co.uk/it/product-33288/Adobe-Photoshop-Lightroom-3-2-x32][img]http://buyoem.co.uk/image/7.gif[/img][/url]

Anônimo disse...

medical insurance billing software wholesale http://buysoftwareonline.co.uk/product-35544/Fetch-5-6-MacOSX admission software for canada university [url=http://buysoftwareonline.co.uk/product-35986/OLfoldersPE-3-2-Multilanguage-x32]organization charting software[/url] medical software support and georgia jobs
[url=http://buysoftwareonline.co.uk/product-37108/D3DGear-2-3]D3DGear 2.3 - Software Store[/url] blackberry bold 9000 desktop software download
[url=http://buysoftwareonline.co.uk/de/product-37292/TweakNow-RegCleaner-Pro-4-6][img]http://buyoem.co.uk/image/1.gif[/img][/url]

Anônimo disse...

Youг оwn aгtiсle оfferѕ сοnfiгmed necessагу tо uѕ.
It’s ѵеry informаtiνe аnd yοu are
cleaгlу ехtгеmеly еԁuсated in thіs fіeld.
Υou рοsѕess expοsed
my oωn еyes for you to different views οn thiѕ specifіc subject matter uѕing іntгіquing, nοtable and reliablе content matеrial.
Feel free to visit my blog post - Klonopin

Anônimo disse...

[url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/rave--energy-and-mind-stimulator-.htm][img]http://onlinemedistore.com/9.jpg[/img][/url]
pharmacy act http://certifiedpharmacy.co.uk/products/cipro.htm pharmacy usa circadin [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/vitamin-c.htm]archers pharmacy[/url]
degree programs for pharmacy san antonio texas http://certifiedpharmacy.co.uk/products/levothroid.htm mirra pharmacy corp new york [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/abana.htm]abana[/url]
fallons pharmacy http://certifiedpharmacy.co.uk/products/femara.htm health pharmacy drug and medications s sildenafil [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/compazine.htm]school of pharmacy london[/url]
parkleigh pharmacy http://certifiedpharmacy.co.uk/catalogue/o.htm diabetes medication pharmacy [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/trimox.htm]trimox[/url]

Anônimo disse...

[url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/vigora.htm][img]http://onlinemedistore.com/12.jpg[/img][/url]
how to open a pharmacy http://certifiedpharmacy.co.uk/categories/sleeping-aid.htm medical towers pharmacy [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/lasix.htm]undergraduated pharmacy continusing professional development[/url]
albertsons pharmacy durango colorado http://certifiedpharmacy.co.uk/products/metoclopramide.htm no rx pharmacy [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/estrace.htm]estrace[/url]
overseas pharmacy valium free forum http://certifiedpharmacy.co.uk/products/aceon.htm pharmacy council of india approved hospitals [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/myambutol.htm]qvc pharmacy[/url]
jennifers pharmacy http://certifiedpharmacy.co.uk/products/xtz--energy-booster-.htm riteaid pharmacy raynham ma [url=http://certifiedpharmacy.co.uk/products/karela.htm]karela[/url]

Anônimo disse...

[url=http://englandpharmacy.co.uk/products/doxazosin.htm][img]http://onlinemedistore.com/7.jpg[/img][/url]
pharmacy room in a hospital http://englandpharmacy.co.uk/products/sumycin.htm epainmedsglobal reviews order pharmacy [url=http://englandpharmacy.co.uk/products/zocor.htm]pharmacy hoyt lakes minnesota[/url]
pharmacy resturant soutport nc http://englandpharmacy.co.uk/products/doxycycline.htm medicaid pharmacy carve out cost analysis [url=http://englandpharmacy.co.uk/products/doxazosin.htm]doxazosin[/url]
canadian pharmacy refill with expired perscription http://englandpharmacy.co.uk/categories/gastrointestinal.htm long term care pharmacy [url=http://englandpharmacy.co.uk/products/emsam.htm]pharmacy queensland[/url]
compound pharmacy vermont http://englandpharmacy.co.uk/products/cialis-soft-tabs.htm pharmacy pet [url=http://englandpharmacy.co.uk/products/claritin.htm]claritin[/url]

Anônimo disse...

[url=http://fdaapproved.co.uk/catalogue/k.htm][img]http://onlinemedistore.com/1.jpg[/img][/url]
heidi shepherd pharmacy ohio http://fdaapproved.co.uk/products/hangoff-helper.htm onlie steroid pharmacy [url=http://fdaapproved.co.uk/products/bystolic.htm]delmars exam review series pharmacy technician[/url]
acme sav on pharmacy doylestown http://fdaapproved.co.uk/products/hytrin.htm pharmacy canadian [url=http://fdaapproved.co.uk/products/hyzaar.htm]hyzaar[/url]
us discount pharmacy ambien http://fdaapproved.co.uk/products/accupril.htm specialty dermatology pharmacy [url=http://fdaapproved.co.uk/categories/blood-pressure.htm]frontier pharmacy in erie pa[/url]
pharmacy technician certification program http://fdaapproved.co.uk/products/fincar.htm archers and pharmacy and family [url=http://fdaapproved.co.uk/products/levlen.htm]levlen[/url]

Anônimo disse...

Тhe report has veгified useful to myself. It’ѕ ехtrеmelу informative and yоu
are cleаrly νery eԁucаted in this aгeа.
You get poррed οur eye in ordеr
to diffеrent thoughts abοut this partіcular subjeсt together with intriquing,
notable аnԁ гeliable сontеnt.



Takе a look at my blog - buy viagra online
Also visit my homepage viagra

Anônimo disse...

There are published studies recommending that Viagra helps people struggling with diastolic dysfunction and congestive heart failure. Nitroglycerin, the conventional treatment given to individuals who suffered callousness attacks, was compared with Viagra, http://valtrex4sale.net|valtrex online eminence products looking for a breed of online channels. Set out on the highest taxes are one of the main reasons is superior than Viagra, Cialis online. http://clomid4sale.net|clomid4sale

Anônimo disse...

parcel the yet with a doctor or a near one. http://valtrex4sale.net|valtrex it helped individuals argue with respect to this subject. http://tadalafil4sale.net|tadalafil

Anônimo disse...

odds of being in a family way in each and every cycle. http://clomid4sale.net Clomid is an vocal scratch pad to be consumed at hand mouth. It is captivated in days of yore a day with a view 5 days, all things considered commencement on or almost time 5 of the menstrual cycle. Assure to follow the directions on your prescription characterize carefully. Any join in that is not given|
http://www.zafiropoulostravel.gr/index.php?option=com_k2&view=item&id=302:%25CE%25B2%25CE%25B9%25CE%25B5%25CE%25BD%25CE%25BD%25CE%25B7-%25CF%2580%25CF%2581%25CE%25B1%25CE%25B3%25CE%25B1-%25CE%25B2%25CE%25BF%25CF%2585%25CE%25B4%25CE%25B1%25CF%2580%25CE%25B5%25CF%2583%25CF%2584%25CE%25B7-heronia-55%2B&lang=el
http://www.delta-san.ru/includes/guest/index.php?showforum=8
http://www.nurs.or.jp/%7Etr4m-nkt/k/ls/board.cgi
http://www.bibliotecacarcano.com.ar/index.php?subaction=showfull&id=1356665360&archive=&start_from=&ucat=1
http://abidjanjob.net/index.php?option=com_k2&view=item&id=119:g%C3%A9rant-caf%C3%A9-restaurant&Itemid=300053

Anônimo disse...

http://de-cialis.net|cialis may be harmful.

Anônimo disse...

blood flow in rare parts of the fullness helps individuals in many heterogeneous ways. http://viagraonusa.net|buy viagra pills http://genericviagraok.net|Viagra

Anônimo disse...

the generic Viagra and the brand Viagra are made of Sildenafil citrate. So, the medicine of very power command carry out as the anyhow way. But some of the users will not take the reparation in their mind. They think that this is a tatty medication and purposefulness http://sildenafilin.net|sildenafil4sale http://sildenafilinn.net|sildenafil

Anônimo disse...

Erectile dysfunction can be treated with the aide of medication medications such as Viagra, Cialis and Levitra. You can also care of erectile problems with the help of mechanical devices such as vacuum pumps that are close by on the market. http://genericviagraok.net|buy Viagra http://viagra-on.net|Viagra

Anônimo disse...

code geass dating sim http://loveepicentre.com/testimonials/ survive dating an airman
dating wife stories [url=http://loveepicentre.com/success_stories/]hillsborough county florida dating injunction[/url] chinese dating
3d dating game [url=http://loveepicentre.com/taketour/]irish adult dating[/url] mans head dating destroy [url=http://loveepicentre.com/user/lonelyalbert007/]lonelyalbert007[/url] us dating site for free

Anônimo disse...

A generic medicine is typically 20% to 80% less extravagant than the brand-name original. Allowing efficient contest between generic medicines and patent-expired original brands while 10 percent to 20 percent are suitable to subliminal causes. In many cases, no matter what, both psychological and actual factors grant to the condition. http://cialisonlinetrustpharm.net sources is known as an online prescription. The online prescriptions of Cialis are to hand informal of cost from distinct online sources.

Anônimo disse...

that all the men were in the era squad of 50-69 years. Approximately all had strength problems including high blood oppression, diabetes, squeaky cholesterol, and a intelligence of smoking. These men http://generic-viagra-trust-meds.net|generic viagra prices http://genericviagratmeds.net|generic viagra india

Anônimo disse...

Assuming you've done your enquiry, you've heard a handful aversion stories from past Payday Lend borrowers. Numberless of these borrowers bear not been top with their loan. In fact, http://pay-day-loan-first.co.uk|payday loan can be requested. These extensions almost always entertain a stipend associated with them. The salary and a saturated illustration of the extension process should be explained in the creative accommodation http://pay-day-loan-first.co.uk|payday loans a chair. As a matter of fact this type of credit is for those people who have terrible have faith or no commendation at all. With this type of credit, you can repair your auto, or it can also be used in anyway a lest

Google Analytics