Amigos do jazz + bossa

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

POEMAS DE JAZZ (1)


ITINERÁRIO DO FOGO

Nada sou, exceto aquilo que repudio,

Em instantes de irresoluta substância,

Nada tenho, contra ou com quem lutar,

Contra mim, contra ti, amar

Um velho amor, despido sob as estrelas inconsúteis

Um amor em frangalhos, breve, disperso

Um amor que não há

Mas sou só

E sozinho atravesso as horas arredias

Do meu observatório de espelhos

Pompas fúnebres me acobertam

Horas a fio, vésperas sem par

O ser, o nada, o tempo, o ter

Há em mim uma surdez de sensações

Mas ouço os derradeiros acordes

Do tango célere que me açoda os passos

E que ceifa os meus dias

Passados, presentes, futuros

Há bem menos de mim agora

Sob o preguiçoso luar desse novembro sem chão

=================================

Inaugurando uma nova sessão no JAZZ + BOSSA e inspirado pelo compadre Celijon, resolvi tirar a poeira dos meus velhos alfarrábios e compartilhar com os viajantes do blog algumas mal-traçadas linhas que se pretendem poéticas. Chamei esse espaço de POEMAS DE JAZZ e espero que gostem.

No podcast, algumas músicas do cd “Move!”, do guitarrista Hank Garland, originalmente um músico mais ligado ao country mas que produziu alguns excelentes álbuns de jazz, merecendo elogios de ninguém menos que Tal Farlow e Les Paul. Na banda, além do líder, um jovem Gary Burton (vib), Joe Morello (bt) e Joe Benjamin (b). Esse disco duplo condensa três álbuns de Garland para a Columbia (“Jazz Winds From A New Direction”, “Velvet Guitar” e “The Unforgetabel Guitar Of Hank Garland”), gravados entre março de 1959 e agosto de 1960. Boa audição. E boa leitura também.

39 comentários:

pituco disse...

signore, um poema reflexão e já com toques de música...piramidal.

o primeiro verso é um blues cantado por lady day...rs

amplexossonoros e poéticos

Érico Cordeiro disse...

Valeu, Mr. Pituco-San
E se você quiser musicar, fique à vontade.
Só quero que me mande os milhões de dólares de royalties (rs, rs, rs).
Amplexossonorospoéticos e de amizade!!!

Sérgio Rivero disse...

Muito bom esse Blog! Agora passo a acompanhá-lo. Posso por um link pra ele no meu blog? Abraços

Érico Cordeiro disse...

Caro Sérgio,
Seja muito bem vindo e agregue-se à nossa confraria virtual.
Também já conhecia o Words, words, words e sempre dou uma passada por lá.
Fique à vontade, ok.
E também vou pôr um link aqui no JAZZ + BOSSA.
Um fraterno abraço!

pituco disse...

signore érico san,
tô ouvindo jim hall...the modest jazz trio...good friday blues '60

conheces?

pois bem,
o trio é jim hall-gt/red mitchell-bs/red kelly-drs

pergunto...ali tem um piano...será mr.red mithcell?...muito bom

abraçsons pacíficos

Érico Cordeiro disse...

Seu Mr. Pituco,
Não conheço esse disco, mas é bem provável que seja o Mitchell ao piano.
Ele lançou alguns discos tocando opiano, mas não tenho nenhuma gravação dele atuando como pianista.
Mas não se preocupe, uma hora dessas as nossas enciclopédias (Raffaelli, Apóstolo, Edú, Lester, Salsa, Tandeta, Sérgio, etc.) vai descobrir e informar.
Abração!!!

Andre Tandeta disse...

Erico,
voce é danado! não tenho nenhuma intimidade com poesia mas gostei muito dessa sua,mande mais.
Quanto ao som nota 1000.Gary Burton tocando bebop espetacularmente,é realmente um senhor musico. Eu percebi pelo menos uns 2 ou 3 licks do Milt Jackson, Bags é "A" referencia no vibrafone tocando bebop, o que só enriquece o vocabulario de qualquer um. O guitarrista tambem excelente, imagina se o cara se dedicasse só ao jazz. Joe Morelo com a classe e a categoria que o fizeram mundialmente famoso.
Bom demais!
Abração ,nosso poeta,o Castro Alves(ou Olavo Billac,se preferir) do jazz !

Salsa disse...

Eita ferro,sô! O cara está soltando as asas. Aguardemos os próximos versos.
Não tenho nada do Hank. Valeu a indicação.
Abraços vitorianos

APÓSTOLO disse...

Prezados PITUCO e ÉRICO CORDEIRO:

Tampouco conheço esse disco com o trio de Red Kelly, Jim Hall e Red Mitchell.
A gravação que conheço de Red Mitchell como pianista (além de tocar baixo e cantar) é o clássico "Home Suite" de 1985, mesmo ano em que gravou com Clark Terry.
Red Mitchell gravou em todos os contextos possíveis, já que foi contrabaixista (acústico e elétrico), pianista, cantor e violoncelista. Quando jovem e no serviço militar era pianista e sax-alto.
Segundo calculava o grande Leonard Feather em artigo de 1960, Red Mitchell deve ter gravado (como titular ou sideman) algo em torno dos 1.000 discos durante 05 anos. Imagine-se a contabilidade total até 1992, quando faleceu ! ! !

Érico Cordeiro disse...

Mais que um trio, quando juntamos André Tandeta, Salsa e Apóstolo, o que temos é um triumvirato!!!
Alegro-me em tê-los a bordo e, mais ainda, que tenham gostado do poema. Obrigado mesmo!!!
Tem coisas escritas há mais de 20 anos e que só tive coragem de mostrar a algumas pessoas muito próximas.
Agora, com o aval do Salsa e do Tandetaa, creio que mais versos haverão de conhecer a luz do dia.
E quanto ao Mitchell, tinha acabado de falar nele, respondendo a uma postagem do mestre Raffaelli - seus discos como líder são meio raros, mas felizmente sua discografia como sideman é enorme e qualitativamente superior.
E, Mr. Tandeta, no encarte tem a foto do Burton, novinho, novinho - cara de menino mesmo. E o Morello é fera - não é à toa que ficou séculos no quarteto do Brubeck.
Um grande abraço aos três!!!

figbatera disse...

Muito bem! Parabéns pela revelação desta outra faceta de seus talentos.
E o som tb, nem se fala...

Érico Cordeiro disse...

Valeu, Mestre Fig,
Obrigado pelas palavras de incentivo.
E vou tentar colocar sempre músicas "bacanudas" no podcast, ok?
Um fraterno abraço!!!

Andre Tandeta disse...

Erico Billac Bandeira Alves,
não vou ficar nem um pouco chateado se receber ,via Pando,esse disco.
Essa formação é classica(guitarra, vibrafone,baixo ,bateria) e esses caras são brilhantes. Gosto muito mesmo de ouvir esse idioma ,bebop de primeira. "All The Things..." tambem sensacional .
Aproveito para agradecer o envio de Roy Haynes," a grané"(sou da antiga).
Abraço

Érico Cordeiro disse...

Valeu, Seu Mr. Tandeta,
E o caro HYJ, por onde anda?
Li um impagável comentário dele no Cjub (justo no post do mestre Lula, dando entrevista!!!), mas acho que ele nos abandonou!
Abração e um Hank Garland indo no capricho!!!!

pituco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pituco disse...

signore érico,

enviei-te via pando o the modest jazz trio...fique a vontade em repassá-lo aos amigos daqui...não tenho o email de cada um deles,ok?

mr.apóstolo,
obrigadão pelo comentário...um colega jazzmaníaco confirmou...é mr.mitchell ao piano.

abraçsons pacíficos

John Lester disse...

É poesia para todo lado, aqui e acolá, no blog de Mr. Salsa. Para onde esse mundo vai?

Grande abraço, JL.

Érico Cordeiro disse...

Caro Pituco,
Valeu pelo presentão. Ainda não ouvi, mas espero consertar essa omissão ainda hoje - já até passei pro I-pod.
Seu Mr. Lester, creio que sejam os eflúvios primaveris - no caso do Salsa, inclusive, há uma razão pra lá de forte!
Complementando Nietsche: "Sem música, a vida seria um erro" - e sem poesia também, não é mesmo?
Um fraterno abraço aos dois!!!!

Celijon Ramos disse...

Compadre,fico feliz por resolver compartilhar seus bons versos com todos os visitantes do blog. Vejo que todos aprovaram sua iniciativa. Sei que vem muito mais. Pois há panos pras mangas; quis dizer panos para palavras!

Um grande abraço e até à noite!

Érico Cordeiro disse...

Valeu, Compadre!
E você foi decisivo para que eu tomasse coragem prá mostrar meus poemas,
Outros mais virão!
Abração!

APÓSTOLO disse...

Prezado ÉRICO:

Recordar é viver (essa é dos anos 40 do passado século) e é importante que todos apreciem sua veia poética antes que se esgote, já que como diria o bom Augusto dos Anjos, "vês, ninguém assistiu ao enterro da tua última quimera.....".
Que venham as poesias, novas quimeras, antigas quimeras, que, deveras, são de hoje como sempre serão, verdadeiras e veras.

Luis Delcides R Silva disse...

isso é verdade!!! Apesar da Ivete e de outras estrelas da cultura de massa, é muito bom ter o priviégio de ouvir talentos como Richard Galliano e os músicos da Jazz Sinfônica! E aí no seu Estado não acontece boas apresentações de JAzz?

abs,

Érico Cordeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Érico Cordeiro disse...

Caro Apóstolo, obrigado pelas palavras gentis - e Augusto dos Anjos é dos meus favoritos também! Aliás, percebi no seu comentário uma prosa altamente poética - por acaso o querido mestre também não teria em seus alfarrábios belos versos para compartilhar conosco?
Caro Luís,
como disse lá no Paulicéia do Jazz, apesar das Ivetes da vida, há um público sedento por boa música e bons espetáculos. A apresentação do Galliano deve ter sido maravilhosa!!!! Aqui, infelizmente, são raras as oportunidades de vermos jazz ao vivo!
Um fraterno abraço aos dois!!!!

Edinho disse...

Érico ,
Gostei da sua nova faceta de poeta .Essa ainda não conhecia assim como o disco do Hank .
Se você gosta de Big Band , eu não poderia te retribuir com algo melhor .Lançamento de primeira. Vou mandar por emeio. Ouça e depois me diga...

Abraços papai vascaino - hoje tem jogo !

Já comprou a camisa pro garotão ?

APÓSTOLO disse...

Prezado ÉRICO:

Mais que amo a poesia, um dos mais fortes motivos de ter completado recentemente meus primeiros 46 anos de casamento com uma criatura que faz a minha vida.
Mas além de amar e ler, conto com seus escritos para seguir vivendo poesia, logo após a música de raiz (JAZZ, ópera, clássicos, samba de raiz, música sertaneja verdadeira, baião, choro, fado, tango e por ai vamos).

Érico Cordeiro disse...

Valeu Mestre Edinho e Mestre Apóstolo,
Ainda não comprei a camisa do Lucas, ms já está encomendada.
E hoje vamos torcer, né - faltam só mais duas vitórias prá classificação matemática e depois de hoje acho que só vai faltar uma!!!!
E que bonito testemunho, mestre Apóstolo - chegar a essa marca invejável, nos dias de hoje, é para pouquíssimos. Parabéns a você e à sua cara-metade e que esssa bela união - exemplar, diria - perdure por muitos e muitos e muitos e muitos anos!!!!!
Ah, é claro que regada a muita música e poesia!!!!
Abraços fraternos.
PS.: Edinho, desde que pus a rede wireless aqui em casa, tenho tido dificuldade em baixar arquivos (consigo enviá-los com facilidade, mas baixar é um suplício - todo instante a rede cai - mas vou tentar baixar e ouvirei, com toda certeza!!!!)
Abração!

pituco disse...

érico san,
comentei no post abaixo...mas,vale lembrar que continuamos na liderança do campenoto brasileiro...rs

abraçsons
e saudações alviverdes

HYJ disse...

Que sonzaço!
E curti o poema tambem,não entendi nada mas curti assim mesmo, as palavras formam sons maneirissimos.
Voce é bom de chinfra mesmo!
Um baurus noturno com esse som, valeu erico!
amplexos fumegantes

Érico Cordeiro disse...

Caros HYJ e Pituco,
Grandes presenças!
Valeu mesmo e um abraço aos dois!!!!!!

Sergio disse...

O autor, O autor!

Érico Cordeiro disse...

Valeu, Sru Mr. Sonic-boy
Obrigado pela presença e pela força!!
Abração!

Paul Brasil (Paul Constantinides) disse...

poema lindo
som de primeirissima...
esta super valendo Erico.

abs
paul

Érico Cordeiro disse...

Grande Paul,
Obrigado pelas palavras gentis.
Fico feliz que tenha gostado do poema e das músicas postadas.
Abração!!!

Maysa disse...

Caro Érico
Que texto incrível!
Prosa poética, poema, não importa, o que é surpreendente é v. guardar numa gaveta.Traz mais!
Estou com saudade de nossos papos!
Vou continuar passando por aqui. Garantia e sinal de vida inteligente, querido!
Abcs
Maysa

Érico Cordeiro disse...

Cara "Prima",
É sempre muito bom poder contar com sua presença generosa.
Alegro-me que tenha gostado.
E quando é que você vai vir ao Maranhão conhecer a terra dos seus ancestrais?
Um fraterno abraço!!!!

Ianê Mello disse...

Erico,
como já lhe disse certa vez, aprecio muito seus poemas e gostaria de convida-lo à postá-los em meu blog interativo " Diálogos Poéticos"(se for de seu interesse).

Caso concorde e queira participar do blog, me envie seu e.mail, tá?

Aguardo.

Beijos, Ianê.

SexyButterfly disse...

Não entendo nada de jazz, curto um pouco de blues...
Mas vim conhecer seu blog e fiquei admirada com seu conhecimento e a competência que conduz esse espaço.
Gostei principalmente com seus poemas de jazz. Muito bons!!

Voltarei outras vezes...Parabéns pelo blog!
Beijos borboléticos!

Érico Cordeiro disse...

Querida Borboleta!
A lepidóptera mais bela do Twitter me dá a honra de aparecer aqui no barzinho!
Ganhei o dia!
Obrigado pelas palavras gentis e venha sempre!
Beijo grande!

Google Analytics